* * * *
 

Tipitaka Khmer

 Please feel welcome to join the transcription project of the Tipitaka translation in khmer, and share one of your favorite Sutta or more. Simply click here or visit the Forum: 

Search ATI on ZzE

Zugang zur Einsicht - Schriften aus der Theravada Tradition



Access to Insight / Zugang zur Einsicht: Dhamma-Suche auf mehr als 4000 Webseiten (deutsch / english) - ohne zu googeln, andere Ressourcen zu nehmen, weltliche Verpflichtungen einzugehen. Sie sind für den Zugang zur Einsicht herzlich eingeladen diese Möglichkeit zu nutzen. (Info)

Random Sutta
Random Article
Random Jataka

Zufälliges Sutta
Zufälliger Artikel
Zufälliges Jataka


Arbeits/Work Forum ZzE

"Dhammatalks.org":
[logo dhammatalks.org]
Random Talk
[pic 30]

Recent Topics

[October 20, 2018, 03:37:18 PM]

[October 20, 2018, 04:00:00 AM]

[October 20, 2018, 03:43:44 AM]

[October 20, 2018, 02:00:37 AM]

[October 19, 2018, 12:17:08 PM]

[October 19, 2018, 09:33:34 AM]

[October 19, 2018, 02:20:38 AM]

[October 18, 2018, 06:34:44 PM]

[October 18, 2018, 05:21:09 PM]

[October 18, 2018, 12:57:57 PM]

[October 18, 2018, 11:45:21 AM]

[October 18, 2018, 10:20:19 AM]

[October 18, 2018, 09:48:37 AM]

[October 18, 2018, 06:05:37 AM]

[October 17, 2018, 04:15:34 PM]

[October 16, 2018, 04:14:38 PM]

[October 16, 2018, 04:06:49 PM]

[October 16, 2018, 12:27:08 PM]

[October 16, 2018, 10:58:44 AM]

[October 16, 2018, 10:04:06 AM]

[October 16, 2018, 08:36:14 AM]

[October 15, 2018, 11:40:47 AM]

[October 15, 2018, 01:04:28 AM]

[October 12, 2018, 06:02:30 PM]

[October 12, 2018, 05:48:30 PM]

[October 12, 2018, 02:28:52 PM]

[October 12, 2018, 12:43:18 PM]

[October 12, 2018, 10:41:10 AM]

[October 12, 2018, 04:43:13 AM]

[October 12, 2018, 04:33:02 AM]

[October 09, 2018, 10:08:20 AM]

[October 09, 2018, 06:48:13 AM]

[October 08, 2018, 02:12:05 PM]

[October 08, 2018, 09:34:16 AM]

[October 07, 2018, 04:58:08 PM]

[October 07, 2018, 04:16:43 PM]

[October 07, 2018, 03:54:26 PM]

[October 07, 2018, 03:41:07 PM]

[October 07, 2018, 02:27:45 PM]

[October 07, 2018, 12:57:09 PM]

[October 07, 2018, 12:51:04 PM]

[October 06, 2018, 02:25:16 PM]

by gus
[October 06, 2018, 01:13:54 PM]

[October 06, 2018, 11:43:45 AM]

[October 06, 2018, 04:06:18 AM]

[October 06, 2018, 01:29:35 AM]

[October 05, 2018, 05:04:21 PM]

[October 05, 2018, 04:34:09 PM]

Zugang zur Einsicht - Übersetzung, Kritik und Anmerkungen

Herzlich Willkommen im Arbeitsforum von zugangzureinsicht.org im Onlinekloster sangham.net!


Danke werte(r) Besucher(in), dass Sie von dieser Möglichkeit Gebrauch machen und sich direkt einbringen wollen.

Unten (wenn Sie etwas scrollen) finden Sie eine Eingabemaske, in der Sie Ihre Eingabe einbringen können. Es stehen Ihnen auch verschiedene Gestaltungsmöglichkeiten zur Verfügung. Wenn Sie einen Text im formatierten Format abspeichern wollen, klicken Sie bitte das kleine Kästchen mit dem Pfeil.

Die Textfelder "Name" und "email" müssen ausgefüllt werden, Sie können hier aber auch eine Anonyme Angabe machen und eine Pseudo-email angeben (geben Sie, wenn Sie Rückantwort haben wollen, jedoch einen Kontakt an), wenn Ihnen das unangenehm ist. Der Name scheint im Forum als Text auf und die Email ist von niemanden außer dem Administrator einsehbar.

Wenn Sie den Text fertig geschrieben haben, müssen Sie noch den Spamschutz überwinden, das Bild zusammen setzen, und dann auf "Vorschau" oder "Senden" drücken, wenn für Sie alles passt.

Wenn Sie eine Spende einer Übersetzung machen wollen, wäre es schön, wenn Sie etwas vom Entstehen bzw. deren Herkunft erzählen und Ihrer Gabe vielleicht noch eine Widmung anhängen.

Gerne, so es möglich ist, werden wir Ihre Übersetzung dann auch den Seiten von Zugang zur Einsicht veröffentlichen. Für generelle Fragen zu dem Umfang der Dhamma-Geschenke auf ZzE sehen Sie bitte in den FAQ von ZzE ein.

Gerne empfangen wir Kritik und selbstverständlich auch Korrekturen oder Anregungen hier. Es steht Ihnen natürlich offen und Sie sind dazu herzlich eingeladen auch direkt mit einem eigenen Zugang hier an den Arbeiten vielleicht direkt teilzunehmen.

Sadhu!

metta & mudita
Ihr Zugang zur Einsicht Team

Um sich im Abeitsforum etwas unzusehen, klicken Sie hier. . Sie finden hier viele Informationen und vielleicht sogar neues rund um Zugang zur Einsicht.

Author Topic: [pt] Thanissaro (Início)  (Read 776 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Online Johann

  • Samanera
  • Very Engaged Member
  • *
  • Sadhu! or +347/-0
  • Gender: Male
  • Date of ordination/Datum der Ordination.: 20140527
[pt] Thanissaro (Início)
« on: April 15, 2018, 09:48:48 AM »
Indexpage for the translations of Ven. Thanissaro's gifts is has been added for [pt].

Thanissaro Bhikkhu    [info icon]
(Geoffrey DeGraff)
Translation into Portuguese by: (Info)
Upasaka Danilo
Alternate translation: none yet
[dana/©] 2007-2018
Alternate format: [SuttaReadings.net icon]

In addition to the titles listed below, Thanissaro Bhikkhu has also translated into English many books by masters of the Thai forest traditions, including Upasika Kee Nanayon and Ajaans Lee, Fuang, and Maha Boowa. An anthology of his sutta translations is available in a four-volume series of books entitled Handful of Leaves, distributed by the Sati Center for Buddhist Studies. He has also prepared a number of Study Guides on various topics of interest to Buddhist practitioners. Books that are available free of charge in printed form are marked thus: [book icon].

Note: For the most up-to-date collection of articles and books by Thanissaro Bhikkhu — including many that have been formatted for e-readers — please visit dhammatalks.org.

Melhor Doar do que Consumir , by Thanissaro Bhikkhu (2015; 3pp./7KB)  [PDF icon]  [audio icon]
Normally, when people meet each other, they would exchange about what and how they could consume there and here. In the decision if something would be worthy to dedicate ones time, the question "What do I get from it?", would suddenly arise. Often people bear such an attitude also in regard of a monastery of meditation center, but that is the wrong way to step into the practice. In this short evening talk the author explains how an attitude of giving and letting go - from the very beginning till the end of the path - is leading to joy and to another view of one self: "You could be of cause also a being which is not just consuming all the time."

Sabedoria acima de Justiça , by Thanissaro Bhikkhu (2017; 17p./90kB)  [PDF icon]
Bhante Thanissaro gives here a patiently talk, in form of an essay, why skillful means are more important then to pursuit a certain right or a final objectivity and points out generosily, why so many practicing people have a hardship in regard of central worldview, so that it could be possible understood in it's details. Engaged Buddhism is against usual views and means around it not a tabu, following the Buddhas ideas about it.

[not translated yet]
« Last Edit: April 15, 2018, 12:36:17 PM by Johann »
This post and Content has come to be by Dhamma-Dana and so is given as it       Dhamma-Dana: Johann

Online Johann

  • Samanera
  • Very Engaged Member
  • *
  • Sadhu! or +347/-0
  • Gender: Male
  • Date of ordination/Datum der Ordination.: 20140527
Sabedoria acima de Justiça
« Reply #1 on: April 15, 2018, 12:21:13 PM »
Sabedoria acima de Justiça see topic: [pt] "Sabedoria acima de Justiça" (Wisdom over Justice) por Ven. Thanissaro

* prove reading open
* translation menu according to "Better to give..." file added by sj
* links to other pt-pages added by sj
* some addition text on page not translated yet
* italic for some words missing
« Last Edit: April 15, 2018, 12:33:41 PM by Johann »
This post and Content has come to be by Dhamma-Dana and so is given as it       Dhamma-Dana: Johann

Online Johann

  • Samanera
  • Very Engaged Member
  • *
  • Sadhu! or +347/-0
  • Gender: Male
  • Date of ordination/Datum der Ordination.: 20140527
Melhor Doar do que Consumir
« Reply #2 on: April 15, 2018, 12:28:06 PM »
Melhor Doar do que Consumir

Entre as perguntas dos noviços, a mais interessante é aquela: O que define um ser? E a resposta é: Todos os seres subsistem através de alimento. Isso é o que nos define como seres: O fato de que precisamos de alimento para manter nossa existência. E para a maioria de nós, isso praticamente resume toda nossa vida. O que consumimos é a grande questão.

Anos atrás, havia uma série de TV, "Estilo de Vida de Ricos e Famosos", e eles não mostravam nenhuma pessoa rica ou famosa fazendo suas próprias tarefas ou exibindo coisas que eles tivessem produzido pessoalmente. Era tudo sobre o que eles tinham comprado, o que estavam consumindo. Nossa cultura é obcecada com consumo. Um dos meus desenhos nova iorquinos favoritos retrata um casal sentado em uma sala de estar, conversando com alguns amigos, e o marido está dizendo, "Claro, há altos e baixos, mas no geral, Margaret e eu achamos a experiência de consumo recompensadora. "

Essa é a atitude de muitos de nós com relação ao Dhamma. Nós somos habituados a consumir não apenas coisas mas também experiências. Há uma grande industria — a industria da experiência — onde eles criarão experiências para você comprar. Lembra que um tempo atrás anunciaram a “The Ford experience”? Não estavam te vendendo Fords; estavam te vendendo a experiência de ter um Ford. Guardas florestais falavam sobre manter a experiência Yosemite ou a experiência Zion para as pessoas chegarem e consumir. Então é compreensivo que quando as pessoas conhecem a meditação, elas pensam na experiência da meditação como algo que elas podem consumir também. Nós queremos a alegria; nós queremos o prazer, a sensação de liberdade da qual ouvimos que provém de mindfulness e concentração. Mas para consumir essas coisas, nós primeiro temos de produzi-las.

Essa é a razão pela qual, quando Buda inicia seus ensinamentos nos níveis mais básicos, ele começa com generosidade. É a primeira das perfeições, o primeiro de seus ensinamentos no discurso gradual, quando ele está conduzindo o interlocutor passo a passo até as quatro nobres verdades. Ele começa com generosidade e vai para virtude, as recompensas da virtude no céu, então as desvantagens dessas recompensas, e então finalmente o valor da renúncia. Uma vez que a mente pode ver que renúncia seria uma coisa boa, então está pronta para as quatro nobres verdades. De muitas maneiras, renúncia é uma continuação do princípio de generosidade. Você aprende que tem que doar ou abrir mão de algo para receber algo de maior valor em retorno. Assim, ao invés de nos encorajar à ir para a meditação como consumidores, Buda nos encoraja a ir como doadores. O que você irá doar para a prática?

Alguns dos famosos Ajaans na Tailândia falam sobre como a prática é inteiramente clara. Em outras palavras, começa com um princípio e as implicações do princípio são usadas por todo o caminho até o final. E esse princípio é doar. Isso é o que nos coloca além e acima do nível de seres que apenas consomem e se alimentam. Lembre-se, o arahant é alguém que não é mais definido por qualquer desejo e portanto não é mais definido como um ser. Por arahants terem entendido completamente o alimento, seus caminhos não podem ser traçados. Mesmo o fato deles consumirem alimento é, na verdade, um presente. Aqueles que doam à um arahant são muito bem retribuídos. Essa é a razão pela qual o arahant é o único que come da comida doada pelo camponês sem incorrer em débito.

Assim, o prática é de doar desde o começo. Muitas vezes encontramos discursos sobre dana sutilmente disfarçados para pedir dinheiro, que é a razão pela qual algumas pessoas sentem uma real aversão por esse tópico. Mas Buda tinha uma etiqueta em respeito à isso. Há uma história no cânone de alguns monges que estavam construindo cabanas. Eles começaram uma competição um com o outro sobre quem construiria a melhor cabana. Eles estavam constantemente pedindo por materiais e mão de obra, e os chefes de família estavam ficando incomodados com todos os pedidos e solicitações. Quando viam um monge, eles se viravam e iam embora, fechavam a porta. Como a história narra, as vezes de noite eles viam uma vaca vindo à distância, pensando que fosse um monge, eles iam embora. As coisas chegaram à esse ponto.

Então Buda reuniu os monges e contou uma série de histórias sobre como as pessoas não gostam de ser importunadas daquela maneira. Uma história é sobre dois eremitas, um irmão mais velho e outro mais novo, morando próximo à um rio. Uma naga, uma naga muito bonita, saía do rio todo dia e se expunha para o irmão mais novo. Isso assustou o irmão mais novo, já que ele não sabia quais eram as intenções da naga, e quem sabe o que ela poderia tentar fazer com ele. Então ele foi ao irmão mais velho e perguntou para ele, "O que posso fazer para impedir que essa naga apareça?" Então o irmão mais velho disse, "A naga tem alguma coisa de valor?" O irmão mais novo respondeu, "Sim, ela tem uma linda joia no peito." Então o irmão mais velho disse, "Bem, na próxima vez que você ver a naga, peça pela joia."

Assim, no próximo dia a naga veio e enquanto ela estava em frente ao jovem eremita, ele pediu pela jóia. Então a naga foi embora. No dia seguinte, a naga estava a meio caminho entre o rio e a caverna do eremita, o eremita pediu pela joia. Então a naga foi embora. E o terceiro dia, logo em que a naga saía do rio, o jovem eremita pedia pela joia, e a naga disse, "Está bem, chega. Eu não vou voltar. Você está pedindo demais." E então, claro, depois da naga parar de voltar, o irmão mais novo sentiu falta dela. Era um tanto inusitado ver a naga em sua meditação daquela forma. Mas àquela altura, ele já tinha feito ela ir embora.

Quando generosidade é apresentada como parte de um discurso contendo pedidos inconvenientes — isso é o que esses "dana talks" são; são inconvenientes — não é realmente bem-vindo. Como resultado, esquecemos do significado de generosidade, e perdemos muito dos outros aspectos da prática também, porque a prática tem que começar com generosidade. Generosidade não é simplesmente uma questão de doar objetos. Você aprende à como doar o seu tempo, doar sua energia, doar seu conhecimento, e dessa maneira você muda todo o seu relacionamento com o mundo à sua volta. Você não é apenas um ser que está comendo e comendo e consumindo coisas e experiências. Você está descobrindo que tem coisas dentro de você que podem ser compartilhadas, coisas que podem ser doadas, e há um senso de fartura que vem acompanhado disso. Se tudo o que você esta pensando é consumir — "O que eu posso ganhar com isso? O que eu posso tirar daquilo?" — você é pobre. Não importa o quanto você tem, você é pobre — porque você sempre estará em falta. Mas se você abordar cada situação com a pergunta, "O que eu posso doar?" você está vindo de uma posição de fartura. E você descobre ter reservas de energia e conhecimento que podem ser compartilhadas, e em compartilhar, você ganha muito em retorno, muito com mais valor.

Ambos, generosidade e renúncia são formas de negócio. Há uma passagem em que um monge diz, "Eu vou negociar o que é suscetível à morte por aquilo que é imortal. Vou trocar o que é limitado por aquilo que não tem amarras." Você está negociando. Você não pode obter o que há de melhor sem abrir mão de algo de menor valor. Quando você entende isso, você percebe que o que quer que seja que você esteja fazendo na prática, é melhor adotar uma atitude de "O que eu posso doar". Se você não tem objetos materiais para doar, que tal o seu tempo? que tal sua energias, seu conhecimento, suas qualificações? Quando você está lidando com outras pessoas, a pergunta não é tanto, "O quanto eles estão me entretendo?" ou "O que posso obter deles?" e sim: "O que posso doar? O que posso doar para a situação?" Há ocasiões, por exemplo, em que há muita tensão no ambiente. Você pode gerar alguma paz? você pode gerar alguma humor? Algo para tornar o ambiente melhor.

Virtude também é um presente. Como Buda disse, quando você decide não ferir ninguém em nenhuma circunstância — não matar, não roubar, não fazer sexo ilícito, não mentir, não ingerir intoxicantes — Você está concedendo proteção irrestrita à todos os seres. Em outras palavras, no mínimo, da sua parte, eles não tem nada a temer. Quando você os concede proteção irrestrita, você também ganha uma parcela daquela proteção. Portanto, virtude também é um presente.

Meditação é um presente. Você tem que dar a sua energia, você tem que dar a sua atenção, para desenvolver mindfulness. Quando você está focado na respiração, é bom esquecer qualquer outra coisa. Apenas pense em você imergindo completamente na respiração e no corpo. A recompensa é que você desenvolve uma experiência de pleno frescor e bem-estar. Se alguma parte sua estiver hesitando, então essa parte não está doando, não está ganhando nada de real valor.

Então tente ir para a prática com uma atitude resoluta em doar. No fim das contas, você estará abrindo mão da sua ganância, aversão e delusão, abrindo mão até mesmo do seu ego ou de seus vários egos. Primeiro você abre mão dos egos que são inábeis enquanto desenvolve aqueles que são hábeis, mas depois que você praticou com tanto afinco para desenvolver aqueles que são hábeis, Buda diz que você tem que abrir mão deles também, por seu bem-estar e felicidade à longo prazo. Há uma recompensa que vem por abrir mão.

Você está sempre negociando — mas você não pode negociar se não começar a abrir mão desde o início. De outra forma, se você está apenas no modo de consumo, significa que está apenas subsistindo dos seus mesmos ganhos de sempre.

Um dos mais proeminentes discípulos de Buda era uma mulher chamada Visakha, cujo apelido era "A mãe de Migara". Não era porque ela tinha um filho chamado Migara. Seu pai era chamado Migara. A razão pela qual ela era chamada de sua mãe era porque ela viu que ele estava apenas subsistindo de seus antigos méritos. Ele estava apenas em modo de consumo o tempo todo, e ela fez ele perceber isso. Visakha aprendeu o Dhamma através de Buda e então ensinou seu pai, "Você está vivendo apenas dos seus antigos méritos e se não gerar frutos novos, vai ficar sem". Aquele foi o ensinamento que o convenceu à mudar. Por ela ter sido sua mentora, foi chamada de sua mãe. Ela o tinha presenteado com o Dhamma.

Se lembre, estamos aqui para irmos além de nós mesmos, ir além de ser apenas seres que consomem o tempo todo. Tentamos nos redefinir, não pelo que comemos ou possuímos ou o que consumimos, mas pelo o que produzimos, o que podemos doar. Prover essa mudança na mente faz toda diferença. Momentos difíceis podem aparecer na meditação e a pergunta não é, "Por quê isso está tão ruim? Isso significa que sou um meditador ruim?", e sim, "Não, o que eu posso dar para essa situação não virar uma bola de neve? Que recursos ainda tenho? Do que posso fazer uso para mudar essa situação?" Quando as coisas estão indo bem, novamente, do que você abre mão para ter certeza que a situação continue bem? Não fica apenas sentado lá usufruindo do prazer e êxtase. Você zela por eles. Você da sua energia para protegê-los — Dessa forma você fica cada vez mais habituado à doar, quando você finalmente tem uma amostra do incondicional, ao invés de tentar mantê-lo ou obtê-lo, o que incute uma divisão entre você e a experiência, você desiste de qualquer apego que possa surgir. Dessa forma você atinge o incondicional.

Assim, em abrir mão você não está sendo deixado à deriva. você está abandonando coisas de menor valor para ter coisas de maior valor. Mas lembre-se, a única forma de negociar é estando disposto à abrir mão de algo primeiro. De outra forma, não há troca.

Sadhu!

* prove reading open
* _en links removed where no pt-page exists, by sj
* cross-links to existng pt-pages added, by sj.
« Last Edit: April 15, 2018, 12:34:41 PM by Johann »
This post and Content has come to be by Dhamma-Dana and so is given as it       Dhamma-Dana: Johann

Tags:
 

Plauderbox

 

Johann

October 20, 2018, 02:52:14 AM
Atma leaves for alms round, Nyom Villa.
 

Johann

October 17, 2018, 06:01:23 PM
May all spend meritorious/good and higher last hours of this Sila-day.

Sokh chomreoun (may well being be developed [by everyone])
 

Johann

October 16, 2018, 03:15:10 PM
Nyom Roman.
 

Johann

October 12, 2018, 04:13:16 PM
Good to see Nyom Norum.
 

Johann

October 07, 2018, 10:38:10 AM
Maybe of support for lasting satifaction: Seeds of Becoming .
 

Johann

October 07, 2018, 06:57:38 AM
When ever love arises, dislike will be it's end. Who ever seeks out for friends, will get his enemy. Why? Because not willing to leave home. May wanderer gus find the way to never return. Mudita

gus

October 07, 2018, 03:38:58 AM
Vandami.

gus

October 07, 2018, 03:38:22 AM
Nevertheless my courage of active participation  has been fallen down. Anyway I hope to come time to time.
Okasa dwarattayena katam sabbam accayam khamata me bhante.

gus

October 07, 2018, 03:37:11 AM
Okasa bhante,

I didn't accepted Dymitros invitation to start a Theravada forum, because I thought this forum is pure Theravada. Now I regret about it, yet think this forum is comparatively good.  I learnt many valuable things from you and grateful to you. Nevertheless my courage of active partici
 

Johann

October 07, 2018, 02:20:29 AM
What ever one searches for, that he/she will find. Less are those seeing the nature of combined thing, leaving home and go beyond Maras domain.
 

Johann

October 06, 2018, 11:45:18 PM
 

Johann

October 06, 2018, 11:39:12 PM
When one is born in outer regions ... your island has drifted away.
 

Johann

October 06, 2018, 11:30:00 PM
macchariya, a boarder hard to cross to the middle way, abounding home, sakayaditthi, doubt and rituals.

gus

October 06, 2018, 02:33:02 PM
However much one say, West is West, East is East.
 

Johann

October 06, 2018, 02:28:29 PM
Where ever there is east, there is west. And vici versa. Where ever there is nama, there is rupa. Where ever one seeks for a home, there he will suffer.

gus

October 06, 2018, 02:03:31 PM
West is West

gus

October 06, 2018, 09:56:42 AM
belief of kamma, gratitude, independence, honesty, devotion : These are hard to find in people
 

Johann

October 06, 2018, 05:49:14 AM
Again, a latin proverb mit be useful: Quod licet Iovi, non licet bovi , patisota is always harmful if not just one own defilements or having a proper stand to help. Sota is the virtue required to resist in borderlands.
 

Johann

October 06, 2018, 05:41:52 AM
If in a borderland it's better to simply serve and support the Sangha. It's not smart to seek for other householders to nurish on traced imperfections of something required to uphold, wanderer gus.

gus

October 06, 2018, 04:54:48 AM
Okasa, happy to hear such things reagarding kamma. Many monks I have met don't directly speak about kamma because they have been tired after practicing some years and now bit relaxed.
 

Johann

October 06, 2018, 04:17:26 AM
Such can be total kusala and total akusala or simply defuse. Set your mind right and be mindful, that nothing will be of harm for yourself and others.
 

Johann

October 06, 2018, 04:15:27 AM
There is nothing not permitted. Merits or demerits are the actors responsibility. One is full in charge of ones action in this Domain here, wanderer gus.

gus

October 06, 2018, 03:50:00 AM
Bhante, is it permitted to ask questions or post things on behalf of other/future people ?

gus

October 05, 2018, 09:19:32 AM
We have been advised like this:
"No matter however much monks reject you,
Never leave the place."
 

Johann

October 05, 2018, 09:09:37 AM
It's good when wanderer gus takes a rest, turns to a lonly place, enjoys the merits done and find a good place for his mind and fixes possible open wholes when clear where he likes to go some hours later.
 

Johann

October 05, 2018, 08:59:03 AM
Wanderer Gus knows how foolish this statement is. That is not the way to get out of a hole.

gus

October 05, 2018, 08:42:59 AM
okasa,
falling down from a status is suffering.
So, if I could stay in the hell-being status from the beginning, then no suffering.
 

Johann

October 05, 2018, 07:33:20 AM
From a state of a young Bhikkhu equal tradition...to householder... ...asura (now) on the border to animal, peta, hell-state. It can go quick if not having firm nissaya.
 

Johann

October 05, 2018, 07:29:27 AM
Aniccam vatta samsara...

gus

October 05, 2018, 06:56:28 AM
Evolution:
Bhante subhuti =>
Upasaka gus =>
Deva gus =>
Asura gus.

In the future:
Asura gus =>
Peta gus =>
Animal gus =>
Hell-being gus ???

gus

October 05, 2018, 05:51:42 AM
Okasa, I think bhante thinks me as a patriot because of some content of my posts. But it is not.
Vandami.
 

Johann

October 05, 2018, 05:41:33 AM
What ever one likes to, not touched like the moon, does not mean to praise what is blameworthy and vici-versa and to have metta not to let people run into hell if ways can be pointed out. Yet other choices at least are their. Be quick, your island drifts away!

gus

October 05, 2018, 05:34:15 AM
Okasa,
As long as I don't do exactly what you say, I think I'll not be able to make you happy or satisfied.
Vandami.
 

Johann

October 04, 2018, 02:12:55 PM
If thinking that this is for sure, if delighting in believing that connected things are a refuge and give space to rest: one may do so. Ones own choice. When ever one stops to nurish inwardly, ouwardly path and fruits die. Good as well as bad.

gus

October 04, 2018, 11:28:51 AM
If bhante didn't let the weak person to live in avatar/deva mode, then he will lose both openness and connection. Up to now I have secured at least the connection.
Vandami.

gus

October 04, 2018, 11:22:24 AM
Yet I appreciate and pay vandana for your care and advice on openness.
Vandami.

gus

October 04, 2018, 11:19:56 AM
Please forgive me  bhante if I have made you tired. I don't like to accumulate akusala by making a monk tired in expecting a naughty chicken to be a good duck.
Okasa dwarattayena katam sabbam accayam Khamtu me bhante!
 

Johann

October 04, 2018, 11:07:06 AM
 

Johann

October 04, 2018, 11:01:00 AM
Differnt asked "why is Bhante not happy, dwell not in outwardly seeming being not touched?" Because it would not only confirm and show sign of aggreement of unwise acts, but also very incompassionate and cruel. Also place for suspecting corrupt ways and invite others to follow the comfortable dwelli
 

Johann

October 04, 2018, 10:54:12 AM
No one is able to make my person angry, which does not mean that he would not appear angry so to possible prevent from doing what is not conductive for liberation, even lead in lower states. Nothing to worry, but also no invitation to test it foolish since it could hurt one self and others.

gus

October 04, 2018, 10:46:39 AM
Okasa bhante, Isn't there at least single way to stay anonymous without making you angry?
Vandami.
 

Johann

October 04, 2018, 10:33:12 AM
corr: "it's, the domain of the Noble Ones, is nobody's personal domain" there are no wards around fields for merits and no tickets to pay
 

Johann

October 04, 2018, 10:29:31 AM
What ever Deva gus feels inspired. It's oneones personal domain and all giving is good in the distance of the brigh cool moon. One should not fear, should not be shy to do what is good and praised by the wise but be quick!

gus

October 04, 2018, 10:21:39 AM
Bhante, is that mean you don't like me to talk about higher subjects and like to talk about basics only?
 

Johann

October 04, 2018, 10:02:12 AM
It would be more than good if teaching others a lot on the topic vandami (paying respect) and khamatu (asking for forgiviness) since unknown and not practiced here around this field of merits in compassion to former relatives, Deva gus.
 

Johann

October 04, 2018, 09:55:38 AM
...total no problem to dwell and lay down in the cool shadow to heal at all and no need to ask for pardon when intended for progressing and to get fit for the battles so hard to win.
 

Johann

October 04, 2018, 09:52:39 AM
But they would not feed them in ways which might look as nurishing relations for wordly sake directly, for people not understanding would think "look, he is herding, carry for his cattle, he wasts the gift of the land, the heritage of the Gems for his becoming and own gain. Understood? Total no prob
 

Johann

October 04, 2018, 09:45:29 AM
Never would people of integrity send away pets, petas or sick, for they are not able to change for now but possible can gain of what they need to change.
 

Johann

October 04, 2018, 09:42:28 AM
If, just to think about, one lives deliberatly with sign showing a rejection of firm trust in kamma, one lives in nurishing the danger of falling into grave wrong views and give ways that others follow what is improper to do. Just to reflect. How ever wishing to do.
 

Johann

October 04, 2018, 09:36:03 AM
What ever one does, holds as refuge or abounds, either good or bad refuge, one does for one self. Ones own choices, ones own fruits, ones own limitations, hindrences.

Show 50 latest